Compartilhe essa notíciaShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone

Uma das maiores necessidades do mercado virtual atualmente é a da aproximação com o público através de suas campanhas publicitárias e de marketing. Até poucos anos atrás, havia uma enorme dificuldade em estabelecer essa comunicação de maneira direta e interativa com os usuários na web. Haja vista a enorme quantidade de vexames e deslizes que empresas grandes e pequenas cometeram e ainda cometem com o conteúdo até hoje, principalmente nas Mídias Sociais.

Contudo, a situação está melhorando aos poucos, com exemplos a serem analisados e usados como referência entre os profissionais da área. E o motivo é um tanto simples: as agências aos poucos estão reparando que campanhas de Social Media (Mídias Sociais) não funcionam nos mesmos moldes do que antes era veiculado unicamente nas mídias padrão de comunicação.

Não se trata apenas de pegar o que fez muito sucesso na televisão ou na rádio, fazer pequenas adaptações e jogar nas redes sociais. O público do meio virtual opera de maneira diferente, logo suas estratégias de divulgação precisam ser trabalhadas especificamente para eles.

Para quem já conhece um pouco do mercado, pode-se pensar na máxima já estabelecida do “Conteúdo é Rei”, e isso é verdade. Mas nas Mídias Sociais, na verdade no âmbito digital, existe um outro fator tão importante quanto: o Contexto.

Conteúdo e Contexto

Já sabemos que o conteúdo veiculado nas redes sociais, blogs e meios online em geral devem ser bem direcionados, relevantes, e de qualidade para garantir a fidelidade do público e ter um bom retorno tanto a curto como a longo prazo. Mas no caso de campanhas, é necessário pesquisar o cenário onde será apresentado esse conteúdo, no caso, o contexto em que ele será incluso.

Um exemplo simples é o da seleção alemã de futebol durante sua passagem vitoriosa pelo Brasil na Copa do Mundo de 2014. À parte das boas maneiras e o bom contato com a cidade baiana em que ficaram, os jogadores utilizaram bem as redes sociais para interagir com o público brasileiro, falando inclusive em nosso idioma. Um em especial, o meio-campo Podolski, aproveitou a popularidade de um dos uniformes da seleção para atrair uma das maiores torcidas do país para torcerem para os alemães. Há quem diga até agora que parte do sucesso da Alemanha tenha vindo da torcida do Flamengo…

Independente das preferências de clube, ficou claro como eles utilizaram bem o cenário em que estavam para conseguir sua popularidade e carinho tanto de sua própria torcida como da torcida local, tanto a curto prazo (dentro do período da Copa) como a longo prazo (até a seleção brasileira se levantar novamente, os alemães serão muito ovacionados por sua técnica, simpatia e humildade…).

Mas a seleção da Alemanha não foi a única. Confira outros abaixo.

Exemplos de Cases

Como exemplificamos acima, uma boa campanha de marketing não só cria conteúdos de qualidade, mas aproveita o contexto a seu favor para conseguir enviar as mensagens de maneira chamativa e criativa.

A Hellmann’s, por exemplo, criou a campanha #preparapramim. A ideia é simples: os usuários mandavam fotos ou itens do que tinham em sua geladeira pelo twitter junto com a hastag, e a marca mandava receitas do que poderia ser feito com elas, aproveitando o banco de dados do Recipedia. Legal, não?

Outro bem interessante foi feito pela Globo em 2009 com a Minissérie Capitu, uma releitura de Dom Casmurro utilizando elementos modernos e teatrais. A campanha incentivava a leitura coletiva do livro de Machado de Assis numa rede social própria, nas quais os atores utilizaram como referência na hora de dirigi-las ao público. Os resultados, além da enorme audiência, foi a curiosidade pela obra e autor na época, na qual todos sabemos o quão é difícil de introduzir. Sim, até a Globo consegue se atualizar no mercado…

Um ótimo exemplo sazonal, o que mostra bem o contexto, é a campanha criada para o Dia dos Pais pela Gol, com a campanha #Sófaltavoar. A ideia da campanha era fazer com que os filhos, por voz, imagem, texto ou vídeo fizessem uma grande homenagem aos pais, de forma que cada um dissesse o porque o seu pai é um herói, e claro – ele só faltava voar… O contexto da campanha não tinha como ser melhor, aproveitou o momento, a sazonalidade, criou empatia, e ainda vendeu seu peixe.

Saber criar um contexto para sua campanha é tão importante quanto o conteúdo que será veiculado. Se bem arquitetado, seu público terá vontade de voltar a ele várias e várias vezes, transformando a marca em algo memorável.

Compartilhe essa notíciaShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone

Sobre o autor

Pai, amigo, filho, cristão e geek... Luiz é consultor para projetos no ambiente on-line, gerente de projetos on-line e escritor/colunista. Apaixonado por leitura e novas tecnologias sempre está adiante do seu tempo e com os pés no chão para conseguir levar cada projeto ao próximo estágio. De perfil estratégico e organizado considera que o sucesso só vem depois da aplicação de muito esforço em função de um objetivo, concentrando-se em metas e alicerçando-se na capacidade de adaptação conforme a necessidade do mercado.

FacebookMore...